Empresa Serviços Logística Portfólio Pragas Novidades Links Newsletter Contato
02/10/2010 - Embrapa
Joaninha
Essas bactérias são conservadas e estudadas pela equipe de cientistas da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, que as mantêm em um banco com mais de 2.300 linhagens ou estirpes de bactérias coletadas em diversas regiões brasileiras. Além de mais saudáveis, os inseticidas biológicos são também mais econômicos. O “Ponto.Final”, por exemplo, foi desenvolvido a partir de uma bactéria denominada Bacillus thuringiensis (Bt), amplamente utilizada em programas de controle biológico de pragas em todo o mundo. Com apenas um litro por hectare, o produto é capaz de matar as lagartas-alvo, preservando insetos benéficos ao ambiente, como as “joaninhas” e as “tesourinhas”, que também são eficientes como predadoras de lagartas e pulgões. Embrapa investe também em estudos de comunicação entre os insetos Quem visitar o estande da Embrapa na Feira Botânica do CasaPark vai conhecer também os estudos realizados pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia para conhecer melhor a comunicação entre os insetos e usar esse conhecimento em prol da ciência no Brasil. Esses estudos são desenvolvidos com os percevejos que atuam como pragas da soja, que estão entre as piores ameaças a essa cultura no Brasil hoje, por se alimentarem diretamente nos grãos, causando sérios prejuízos no rendimento e na qualidade das sementes. Os percevejos se comunicam através de feromônios, que são substâncias químicas de cheiro peculiar, presentes em cada espécie. Na natureza, os feromônios são responsáveis pela atração de indivíduos da mesma espécie para acasalamento, demarcação de território e outros tipos de comportamento. Os cientistas reproduzem, em laboratório, as condições observadas na natureza para monitorar o comportamento dos insetos-praga e interromper a sua reprodução. A comunicação sonora entre os percevejos-praga da soja também está na mira da Embrapa. Primeiro, o som é gravado a partir dos insetos em laboratório. Depois, é reproduzido e testado com as pragas. O objetivo é chegar a um pequeno chip contendo os sons emitidos pelos insetos para colocação em armadilhas que serão utilizadas no campo para captura dos percevejos. A exposição da Embrapa na 116ª Feira Botânica do Shopping CasaPark é uma opção divertida e educativa para toda a família!   O evento acontece hoje e amanhã, de 10 às 22 horas e, no domingo, de 12 às 20 horas. Não perca, a entrada é franca! Fernanda Diniz Jornalista Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Fones: (61) 3448-4769 e 3340-3672 E-mail: fernanda@cenargen.embrapa.br
Autor/Fonte: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
« voltar
 
 
R José Tarifa Conde, 1185 | Vl Sta Isabel - Pres. Prudente - SP
© 2010 Dedetizadora Valera - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024px / 768px
  Desenvolvido por:
Qualidade Interativa Web
& Mark Certo